O que é Trofoterapia



Há centenas de anos um homem chamado Hipócrates, 
que mais tarde recebeu o título honorífico de “pai da medicina” 
disse: 
“Que o teu alimento seja o teu remédio e, 
o teu remédio o alimento”.

Ficava fundamentada através deste conselho didático, uma das mais importantes Ciências Terapêuticas conhecidas, a Trofoterapia.


O que é Trofoterapia?

A palavra Trofoterapia é formada etimologicamente: 

TROFO: prefixo grego; que significa alimentação ou nutrição; 

TERAPIA: sufixo latino; que significa tratamento. 

Fica então definido o termo: 
Tratamentos pela Alimentação.

Os alimentos que ingerimos são digeridos e, até o intestino, absorvidos pela corrente sanguínea. Os elementos nutritivos essenciais são conduzidos às células de todo o corpo, onde o trabalho de manutenção é feito pelo metabolismo.

A célula tem a capacidade de regenerar-se, desde que receba os ingredientes adequados através de uma nutrição adequada; caso contrário, ela se atrofia e escapa ao controle. Unidade básica da vida, onde o metabolismo se processa, a célula necessita de aminoácidos, vitaminas naturais, minerais orgânicos, ácidos graxos ou gordos, carboidratos não refinados e vários outros fatores ainda desconhecidos, mas supostamente naturais.


Os minerais orgânicos e as vitaminas são encontrados em proporções equilibradas nos alimentos naturais. Ainda que em si mesmas não sejam nutrientes, as vitaminas são substâncias das quais o corpo depende para fazer uso dos alimentos que ingere. Elas são parte de um todo inter-relacionado e extremamente complexo.

Ao se falar de “proporções equilibradas”, fica implícito que todos os nutrientes usados pelos tecidos devem ser simultaneamente fornecidos às células. Além disso, as vitaminas essenciais a boa nutrição e à saúde devem ser naturais. Há uma grande diferença entre vitaminas naturais e sintéticas – não uma diferença química, mas sim biológica – e, justamente por isso, há algo ausente e inoperante nos produtos artificiais.

Ainda que não inteiramente aceito, esse fato foi demonstrado de modo evidente pelo trabalho do Dr.Ehrenfried Pfeiffer, um bioquímico e seguidor do grande naturalista Rudolf Steiner.
Outro estudioso do assunto, o Dr.Nichols, acha que as técnicas de Pfeiffer podem revelar exatamente porque os alimentos naturais contendo vitaminas, minerais e enzimas – substâncias de origem vegetal ou animal que também ativam reações químicas -, são superiores aos cultivados e preservados com agentes artificiais.

Exemplo de alguns problemas de saúde 
e os respectivos alimentos indicados para prevenir e combater 

Prisão de ventre: 
Clorofila liquida (veja matéria completa e 15 fórmulas de clorofila líquida, como preparar e ingerir, no livro “Os Vegetais” – autor Hilton Claudino).

Fortalecer a visão, combater alergias e inflamações: 

Semente de linhaça 


Limpeza do organismo: 

Maçã vermelha ou verde. 
Vinagre Natural de fruta Maçã, 
que tenha sido fermentado com o açúcar da própria fruta 
e com baixo teor alcoólico e de acidez.


Pele macia e sedosa, sem manchas e rugas: 
Mamão.

Colesterol alto: 
Abóbora de pescoço (comprida).

Fraternos Abraços

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alimentação Ácida ou Alcalina? Conheça a Bioquímica Ideal do Sangue

Alimentação Saudável X Obesidade

Os Benefícios das Verduras