Alimentos para melhorar a Gastrite

A Gastrite é uma inflamação na mucosa das paredes do Estômago. Normalmente, os sintomas da doença são: azia, queimação, dor de estômago, perda de apetite, enjoo, vômito e fezes escuras. Porém, a gastrite também pode ser assintomática. Por ser um problema que ataca o sistema digestivo, sabe-se que a alimentação tem papel preponderante no tratamento e alívio dos sintomas.

Alimentos indicados para Gastrite:






Couve:

A couve é uma hortaliça poderosa, devido à presença de fitoquímicos antioxidantes. Em nosso organismo, ela funciona como um anti-inflamatório natural, combatendo várias doenças, incluindo a gastrite. A folha também tem função cicatrizante, amenizando as úlceras estomacais.



Hortelã:
A hortelã teme feito calmante para as paredes dos estômago. Por isso, seu consumo alivia as dores causadas pela gastrite. O chá morno da erva é uma boa opção para quem está com o problema. Também é possível utilizar as folhas no preparo de sucos e saladas.






banana, figo, maça vermelha, mamão, manga 


Frutas Não Ácidas:

As frutas também são indicadas, desde que não sejam ácidas (laranja, limão, abacaxi e outras). É importante lembrar que, mesmo com a dificuldade para comer, quem tem gastrite precisa se alimentar com frequência, pois os sintomas se agravam com o estômago vazio.







Iogurte:

A inflamação pode acabar com as bactérias benéficas que habitam nosso sistema digestivo. Isso faz com que a recuperação se torne ainda mais complicado. Por essa razão, é fundamental consumir alimentos probióticos, como o iogurte, que recuperam a flora bacteriana.







Babosa:

A babosa tem propriedade cicatrizante. Por isso, a ingestão do gel contido nas folhas também é benéfico para pessoas com gastrite. Vale salientar que a parte verde da folha é tóxica e não deve ser ingerida. O ideal é comprar o gel ou o suco da Aloe Vera em uma loja de produtos naturais.


Fraternos Abraços

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alimentação Saudável X Obesidade

Alimentação Ácida ou Alcalina? Conheça a Bioquímica Ideal do Sangue

Aplicando a Trofoterapia à nossa alimentação